Notícias

Equipe de Filmagem do documentário Chapéu Estrelado realiza trabalho na Ipueiras e serrote

Data: 28 de abril de 2015

Neste domingo (26) aconteceu em Aurora as filmagens para o documentário "Chapéu Estrelado" do cineasta carioca Silvio Coutinho sob pesquisa de Rostand Medeiros de Natal.

Neste domingo (26) aconteceu em Aurora as filmagens para o documentário "Chapéu Estrelado" do cineasta carioca Silvio Coutinho sob pesquisa de Rostand Medeiros de Natal. O filme que está sendo feito por meio de equipamentos de última geração, visa dentre outras coisas recontar com mais clareza e objetividade a famosa marcha de Lampião a partir da fazenda Ipueiras até Mossoró no RN.. Sem perder de vista os principais fatores que levaram à combinação para a empreitada cangaceira no oeste potiguar, Além de outras abordagens históricas sobre seus principais protagonistas, segundo explicou o pesquisador Rostand Medeiros.

Figuras como as dos cangaceiros-jagunços Massilon Leite, Júlio Porto, bem como Décio Holanda de Pereiro, o cel. Izaías Arruda e Zé Cardoso do Cariri cearense serão apenas alguns dos personagens tratados no documento. Já que são tidos até hoje como os principais responsáveis pela fatídica trama que culminou com o assalto frustrado à cidade de Mossoró em junho de 1927.

AS FILMAGENS:

Na tarde de sábado, os trabalhos de filmagens aconteceram na cidade de Barro na fazenda Pilongar quando foram feitas algumas tomadas mostrando a dura lida dos tradicionais vaqueiros em meio a caatinga caririense. Foi feita ainda, uma entrevista com o pesquisador e secretário de cultural daquele município Sousa Neto. Ele que também ciceroneou a equipe de gravação desde o Barro à Aurora e Missão Velha.

Em AURORA a equipe de trabalho realizou filmagens a partir da fazenda Ipueiras no local da antiga casa de Zé Cardoso e Izaías arruda - onde ocorreram os encontros de ambos com Lampião, Massilon, Arruda, Zé Cardoso, Vicente Saraiva e Júlio porto com vistas ao planejamento para o fatídico saque.

Na oportunidade também foi colhido o depoimento do secretário de cultural do município de Aurora e pesquisador do Cangaço, o professor José Cícero. De lá, a equipe seguiu para o serrote do Coxá-Diamante principal coito de Lampião e seu bando das vezes que esteve em Aurora.

"Diria que fiquei entusiasmado com esta empreitado realmente de fôlego, tanto do Sílvio quanto do pesquisador Rostand de Medeiros no sentido de contribuírem com o esclarecimentos de um dos fatos mais importantes da história dos nossos sertões", disse José Cícero.

"Quando muitos se acomodam ou se dão por satisfeitos em seus gabinetes, o Rostand botou literalmente o pé na estrada, no sentido da realização o quanto antes de um documentário que, pela competência do Coutinho e a tenacidade do Medeiros, tem tudo para emplacar e por isso mesmo cair no gosto de todos quantos estudam e querem aprender um pouco mais acerca da verdade, tal qual ocorrera neste episódio, como no cangaço em geral", enfatizou.

Do alto do serrote do Coxá-diamante foi possível ter uma visão de 360º da região, algo que foi bastante explorado por Lampião quanto à questão da vigilância do seu esconderijo. No Diamante a equipe presenciou de perto um dos ambientes mais falados na literatura lampiônica, mas que curiosamente é também um dos menos visitados por escritores e pesquisadores do tema. Razão de tantas informações improcedentes e desencontradas no tocante ao citado acontecimento.

"Penso que Chapéu Estrelado antes de qualquer outra coisa, prestará um grande serviço à história do Nordeste, sobretudo pela maneira pioneira com que abordará o episódio, disse.

Já no final da tarde a equipe seguiu direto do Diamante para à cidade de Missão Velha onde se registraria o antigo casarão edificado pelo coronel Arruda e que lhe serviu de residência até sua morte em 1928.

Os trabalhos de filmagens para chapéu estrelado abordará todo o percurso realizado por Lampião e seu bando, abrangendo os estados do RN à PB e CE.

Da Redação do Blog de Aurora.

Fotos equipe da Secult-Aurora.

 

Deixe seu comentário

Prefeitura Municipal de Aurora

LOCALIZAÇÃO

 AV. ANTÔNIO RICARDO, nº 43 CENTRO

 FONE: (88) 3543-1022

 

REDES SOCIAIS