Notícias

Prefeito Júnior Macedo discute paralisação das aulas do município com professores

Data: 24 de fevereiro de 2017

Nos últimos dias próximos passados a Secretária Municipal de Educação de Aurora, Maria Rozilange de Macedo (Rose Macedo) fôra surpreendida por uma recomendação do Ministério Público de Aurora, através do Promotor Dr Rembrandt de Matos Esmeraldo proibindo a contratação temporária de professores para a rede pública municipal de ensino.Tal recomendação caiu como uma bomba na administração municipal, principalmente para os professores, alunos, pais de alunos e servidores temporários de modo em geral, que tiveram suas atividades interrompidas, causando sérios prejuízos na educação escolar deste município.O assunto constrangedor fez com que o prefeito municipal Júnior Macedo, mobilizasse todo corpo docente da supracitada pasta educacional, inclusive alunos e pais de alunos, que participaram nesta sexta-feira, 24, na Associação Beneficente Aurorense (ABA) de uma importante reunião para tratar do assunto. O local do evento esteve literalmente lotado pelas partes interessadas.O Presidente do Conselho Municipal de Educação, professor Raimundo Leal, fez uma ampla explanação acerca do assunto, inclusive disse que será necessária a reordenação das turmas, portanto, causando muito trabalho para refazer todo um trabalho. Leal também fez questão de destacar a competência de todos os professores temporários, afirmando que todos eles são devidamente capacitados.A Coordenadora Pedagógica Administrativa da Secretaria Municipal de Educação, professora Ana Calixto, iniciou sua fala dizendo que a pasta faz educação com os pés no chão, e que a lotação dos professores poderá passar por ajustes. Lembrou que de 2009 para cá, o número de alunos da rede pública municipal de ensino caiu 24%. Ana salientou que no ano passado o número agentes temporários era de 149, porém, a necessidade fez com que esse número aumentasse em 2017. Por sua vez, a professora e vereadora Iracilda Saraiva se pronunciou como forma de desabafo, visto que segundo (Iracilda), vinha sendo acusada por parte de pessoas maldosas concernente ao requerimento impetrado junto ao ministério público, portanto, disse já jamais cometeria tamanha irresponsabilidade.

O Prefeito Municipal Júnior Macedo disse que não medirá esforços no sentido de melhorar a qualidade escolar da rede pública municipal de ensino, contudo, lamentou a recomendação do ministério público, inclusive falou que a educação escolar do município está acima de qualquer picuinha, se referindo a requerente.

Segundo o Assessor Especial do prefeito, Adailton Macedo, a ação junto ao ministério público de Aurora teve como requerente a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aurora (SINDSERV), a professora Lucimar Bernardo Fernandes (Nininha). Adailton falou que durante esses seus mais de 30 anos de vida pública - esse está sendo o pior de toda sua vida-, disse já ter participado de greves em defesa dos servidores, mas jamais no sentido de se prestar a tamanha perversidade. O assessor Adailton lembrou que participou da criação do primeiro Plano de Cargos e carreiras dos professores; disse que todos os professores temporários são todos qualificados, portanto, o que a requente citou junto ao ministério público não condiz com a verdade; Adailton lamentou o fato do promotor de justiça sequer permitir que o município apresentasse o direito de defesa, mas assegurou que o município vai até as últimas instâncias no sentido de garantir o direito desses agentes temporários. Adailton ressaltou que a constituição federal assegura o direito de contratação temporária em caso de excepcionalidade. Noticiou que neste sábado, 25, o poder executivo aurorense enviará projeto de lei junto a Câmara de Vereadores pedindo a contratação de agentes temporários, inclusive afirmou que na próxima quinta-feira, 2, as aulas do município serão reestabelecidas até segundo ordem judicial. O assessor especial Adailton disse ainda que o prefeito Júnior Macedo irá lutar veementemente para manter a nossa educação escolar em alto nível. Concernente a realização de concurso público para o preenchimento de vagas de professores, Adailton lembrou que os trâmites do concurso requer tempo, ou seja, não se realiza um concurso público da noite para o dia. Por fim, o assessor do prefeito garantiu que mesmo não sendo mais prefeito de Aurora, mas como cidadão que ama a sua terra sempre estará ao lado do seu povo, fazendo tudo o que for possível para melhorar cada vez mais a qualidade de vida da população da terra do Menino Deus. Assessoria de Comunicação - Luiz NetoFotos: Luiz Neto

 

Deixe seu comentário






Prefeitura Municipal de Aurora

LOCALIZAÇÃO

 AV. ANTÔNIO RICARDO, nº 43 CENTRO

 FONE: (88) 3543-1022

 

REDES SOCIAIS